O PENSAR, SENTIR E VIVER MADALENENSE. UM ESPAÇO DE PARTILHA E DIÁLOGO QUE MARCA PELA DIFERENÇA E QUALIDADE
Terça-feira, 27 de Julho de 2010
Iniciam-se Hoje as Novenas de Preparação para a Festa do Senhor Bom Jesus Milagroso

 

SANTUÁRIO DIOCESANO DO SENHOR

BOM JESUS MILAGROSO

FESTA DE 2010


Presidida por Sua Excelência Reverendíssima

D. António de Sousa Braga

Bispo de Angra


O Bom Jesus Sinal do Amor do Pai


 

Novenário

 

27 de Julho

19h00 – Eucaristia Solene de Abertura do Novenário com a Transladação da Veneranda Imagem do Senhor Bom Jesus Milagroso para o trono do Santuário

 

De 28 de Julho a 4 de Agosto

18h00 – Adoração Eucarística e Celebração do Sacramento da Reconciliação

19h00 – Eucaristia

Durante o Novenário o Santuário estará aberto até às 24 horas

Vigília

 

5 de Agosto

18h00 – Adoração Eucarística e Celebração do Sacramento da Reconciliação

19h00 – Eucaristia

20h30 – Desfile de Filarmónicas

21h30 – 23h30 – Celebração do Sacramento da Reconciliação

21h00 – Filarmónica Lira Madalense

22h15 – Filarmónica Lira de São Mateus

23h30 – Filarmónica União e Progresso Madalense

Pelas 22 horas sairão Peregrinações da Igreja da Madalena e da Silveira

 

Solenidade

 

6 de Agosto

01h00 – Acolhimento das Peregrinações e Vigília de Oração com Adoração Eucarística e Celebração do Sacramento da Reconciliação

02h00 – Eucaristia

03h00 – Adoração Eucarística

08h00 – Encerramento da Vigília de Oração e Alvorada pela Filarmónica Lira de São Mateus

08h30 – Eucaristia

09h00 – 11h00 – Celebração do Sacramento da Reconciliação

11h00 – Eucaristia

14h00 – 16h00 – Celebração do Sacramento da Reconciliação

14h00 – Filarmónica Recreio dos Pastores de São João

15h15 – Filarmónica União Artista de São Roque

16h30 – Solene Concelebração Eucarística

18h00 – Solene Procissão

21h00 – Filarmónica Educação Recreio e Beneficência União Ribeirense

22h15 – Filarmónica Recreio União Prainhense

23h30 – Filarmónica União Faialense

 

Encerramento

 

7 de Agosto

20h00 – Eucaristia de Acção de Graças com a Transladação da Veneranda Imagem do Senhor Bom Jesus Milagroso para a Sua Capela

21h30 – Coro Litúrgico Cante Connosco

22h00 – Filarmónica Simão da Veiga – Casa do Povo de Lavre

23h30 – JC BAND – Grupo de Música de Inspiração Cristã

 

Serviço da Palavra

 

Novenário – Reverendíssimo Monsenhor Cónego Dr. Gregório Joaquim Couto Rocha, Digníssimo Reitor do Seminário Episcopal de Angra

 

Festa – Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor D. António de Sousa Braga, Venerando Bispo de Angra

 

Alocução – Reverendíssimo Pe. Marco Luciano da Rosa Carvalho, Ouvidor Eclesiástico da Horta



publicado por magdala às 01:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 26 de Julho de 2010
25 de Julho de 2010 - um dia memorável...

 



publicado por magdala às 22:27
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 25 de Julho de 2010
A TERRA SUBIU AO CÉU...



publicado por magdala às 23:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sábado, 24 de Julho de 2010
OS ARRAIAIS DA FESTA DE SANTA MARIA MADALENA

 

 

Fotos Rádio Pico



publicado por magdala às 19:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 23 de Julho de 2010
MISSA E PROCISSÃO DE SANTA MARIA MADALENA

Imagens que falam por si...

 

 

 

Fotos Rádio Pico



publicado por magdala às 19:24
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 22 de Julho de 2010
SOLENIDADE DE SANTA MARIA MADALENA

 

Quinta-feira, 22 de Julho


10h30 – Eucaristia com Celebração do Sacramento do Baptismo

Animação Litúrgica pelo Agrupamento 904 do CNE da Madalena

 

12h00 – Bênção de viaturas e saudação à Padroeira

 

15h30 – Desfile de filarmónicas e saudação à Padroeira

 

17h00 – Solene Concelebração da Eucaristia, presidida por Sua Excelência Reverendíssima D. António de Sousa Braga, Bispo de Angra

 

18h30 – Solene Procissão, onde se incorporarão os Fiéis, Organismos Paroquiais, Forças Vivas do Concelho, Autoridades e Filarmónicas



publicado por magdala às 10:58
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 21 de Julho de 2010
9ª Novena de Santa Maria Madalena - Mesa da Palavra

Útimo dia do Novenário


(Jo 20, 11-18)


Introdução (Contexto)

 

Este é um texto pascal, ou seja, concebido muitos anos depois da experiência da Ressurreição de Jesus. João quer ensinar como os discípulos (e os cristãos de todos os tempos) podem chegar a acreditar na ressurreição de Jesus!

 

Maria Madalena, representando a comunidade cristã, tem um papel importante nos relatos da ressurreição de Jesus, devido a ter-se tornado 1ª anunciadora e 1ª testemunha do momento fundamental e fundante da fé cristã. Desde então, é apelidada de “Apóstola dos Apóstolos”!

 

Na primeira parte do episódio Madalena é chamada de “mulher”: nota característica do 4.º evangelista (por ex.: Caná, Samaritana, Calvário) aparece sempre uma personagem chamada de mulher, para indicar a “comunidade cristã”: os dois anjos vestidos de branco e até o próprio Jesus, chamam-na assim!

 

O choro, perto do túmulo: Indica o desânimo, o desalento, a desorientação, do desencanto que sentimos quando fazemos a experiência da morte de alguém querido, quando duvidamos da presença e da força do ressuscitado na nossa vida.

 

A segunda parte abre com o diálogo onde Madalena revela as suas inquietações, inseguranças, medos e angústias, na expressão: “Levaram o meu Senhor e não sei o puseram”. Roubaram o meu Senhor, o meu Amor…

 

A confusão e dificuldade de Madalena em reconhecer imediatamente o Mestre, indica o árduo e difícil caminho da fé, que todos nós experimentamos na pele de vermos logo, de identificarmos prontamente o está o Senhor Ressuscitado.

 

Madalena quando confunde “propositadamente” Jesus com o jardineiro parece querer fazer referência ao momento da criação, onde Deus também aparece como jardineiro a plantar o jardim do Éden, no livro do Génesis. O evangelista quer-nos dizer que Jesus com a Ressurreição inaugura o tempo novo, uma Nova Criação, uma Nova Humanidade indestrutível, baseada no Seu Espírito, que é a memória sempre viva e actualizada das suas acções e palavras (Jo 14, 26), fundada na Gratuidade, Amor e Serviço.

 

O momento crucial dá-se quando Jesus chama-a pelo seu nome: “Maria”, abrem-se-lhe os olhos da fé, para que possa dizer aos apóstolos: “Vi o Senhor”. Na bíblia, há várias formas de ver: com os olhos da carne e ou com os lhos da fé! Por ex.: quando entendemos algo que alguém nos explica, dizemos: Ah! Agora estou a ver! Assim, Madalena foi a 1ª que compreendeu que Jesus tinha ressuscitado e por isso, exclamou aos apóstolos: “Vi o Senhor”.

 

Diálogo entre o Ressuscitado e Madalena: Rabunni – Mestre! “Não me detenhas [toques]”, significa não me segures, não me prendas, não me amarres! Porque Jesus sabia que a sua missão, o seu caminho só terminava no Pai! Para que venha o Espírito Santo, ou seja o Espírito de Jesus Ressuscitado que iria continuar vivo e actuante na comunidade cristã. Madalena não pode segurar Jesus porque o seu caminho é comunicar o Espírito Santo e voltar para o Pai.

 

A tarefa de Madalena (comunidade cristã) estava muito longe de estar terminada: anunciar aos irmãos que Jesus está vivo!

 

Afasta-se do local da morte e aproxima-se da comunidade: fonte da fé no Ressuscitado!

Ressurreição:

         Não é imortalidade da alma, pois esta é a filosofia grega de Platão!

         Também não é a continuidade desta vida, como pensavam algumas facções farisaicas do tempo de Jesus!

         É uma vida totalmente nova, num corpo glorioso: a pessoa continua a ser quem é, continua na identidade própria de pessoa, com totalmente livre, liberta e libertadora, na plenitude de Deus!

         Hoje: cara alegre; boca pequena; coração grande

Escultura de Madalena:

         Olhos no céu: sinal da certeza que Deus olha e cuida de nós todos os momentos!

         De pé: tal como Jesus viveu, na posição do Ressuscitado: levantado!

         Lenço na mão e braço estendido: pronta para enxugar as nossas lágrimas!

         Mão no peito: indicando, a discípula perfeita: apaixonada por Jesus!

 

Pe. Paulo Borges



publicado por magdala às 21:29
link do post | comentar | favorito
|

Festas de Santa Maria Madalena - 1º Dia

 

Quarta-feira, 21 de Julho


19h30 – Eucaristia de Encerramento do Novenário


20h30 – Sessão Solene da Abertura das Festas



publicado por magdala às 03:15
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 20 de Julho de 2010
8ª Novena de Santa Maria Madalena - Mesa da Palavra


(2 Sm 12,7-10.13;Lc 7,36 – 8,3)

 

A primeira leitura apresenta o episódio entre Natã e David, depois do rei ter cometido o pecado grave de provocar a morte do seu general Urias com intenção de ficar com a sua mulher.

 

O profeta Natã funciona como a consciência de David, começando pelos aspectos positivos, ou seja os dons que Deus lhe tinha oferecido, mas David portou-se mal como se isso não suficiente, desprezando a Palavra de Deus e agindo com maldade. Depois arrependeu-se e Deus perdoou-lhe.

 

Lição: quando nos afastamos ou desprezamos a Palavra de Deus, correndo o risco que fazer más opções agindo por conta própria, à margem de Deus e dos seus projectos. Estas nossas atitudes podem nos conduzir à nossa desgraça, à nossa infelicidade!

 

No evangelho, Jesus aparece em casa de um fariseu, num banquete, onde acontece algo de inesperado: uma mulher entra lá e lança-se aos pés de Jesus a chorar.

 

Lucas é fascinado pelo tema da misericórdia de Jesus perante aqueles que necessitam de libertação. O pano de fundo deste episódio é mostrar qual é o entendimento de Jesus acerca do perdão:

a)         Simão, o fariseu: sentia-se justo, bom, santo, cumpridor da Lei, perfeito;

b)         Mulher, pecadora: excluída da Lei (Deus) por ser pecadora e pelos homens, por ser mulher;

 

Jesus acolhe e come com todos, começando pelos mais desprotegidos. A atitude da mulher só pode ser entendida a partir de um coração agradecido, porque Jesus terá olhado para ela como jamais alguém olhou-a: cheio de compaixão, sem recriminá-la nem condená-la.

 

É a partir daí que ela toma consciência da bondade e do amor de Deus, em Jesus!

 

Naquele tempo, o perdão era entendido na lógica da retribuição: os bons recebiam prémios de Deus; os maus só castigos! Jesus recusa olhar o perdão a partir dessa óptica e lê o perdão a partir da óptica do Amor, pois este é que é capaz de recuperar, restaurar e reabilitar a pessoa a partir de dentro. Só assim é que há a possibilidade de nascer dentro da pessoa a vontade de começar uma vida totalmente nova!

 

O perdão não se dá a troco de amor, mas dá-se, simplesmente, sem esperar nada em troca. Na comunidade dos irmãos de Jesus: Deus não exclui nem marginaliza ninguém, mas todos são acolhidos.

 

Jesus perdoa-lhe porque muito amou! Esta frase, misteriosamente estranha, da boca de Jesus será para nos dizer que às vezes também quando procuramos amar, podemos amar mal, quando iludimos, mentimos, fantasiamos, enganamos… à procura do sentido da vida… por isso, perdoa-nos porque andávamos à procura do verdadeiro amor que liberta totalmente, que é Jesus! Por isso, depois de o encontrarmos não há mais tempo a perder!

 

No final do evangelho, faz referência a um grupo de mulheres que, tenho sido curadas, acompanhavam Jesus, entre as quais está Maria Madalena.

 

Devido ao episódio imediatamente anterior, foi fácil ligar Madalena (de quem tinha saído 7 demónios) àquela pecadora arrependida! Mas, o texto não tem nada que nos possa permitir tal relação!

 

Começa por referir que era um grupo de mulheres que seguiam Jesus: tal como os Doze, eram discípulas de Jesus, que tinham sido curadas e libertas por Jesus, o Mestre!

 

A confusão terá tido origem numa homilia de Gregório I, que apresenta os “sete demónios” saído de Madalena como sinal da sua vida depravada, mulher de má vida, pecadora e prostituta…

 

Mas isso é um erro e uma injustiça profunda para com aquela que foi a 1ª testemunha da Ressurreição!

 

Na mentalidade bíblica os números têm um significado simbólico e o número sete significa “perfeição”! Daí que Lucas, na linguagem própria do seu tempo, quer-nos dizer que Madalena foi totalmente curada e liberta por Jesus, tornando-se na discípula perfeita! Apaixonada totalmente pelo Mestre!

 

Assim também deve ser o discípulo, totalmente apaixonado por Jesus! Se o seu maior “pecado” foi ter-se apaixonado por Jesus, pelo seu Libertador, pelo seu Mestre; então, também nós deveríamos todos sofrer desse mesmo “pecado”: paixão por Jesus Cristo.

 

Obrigado Maria Madalena, por nos ensinares a ser discípulos perfeitos: apaixonados pelo Mestre Jesus Cristo!


Pe. Paulo Borges



publicado por magdala às 23:28
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 19 de Julho de 2010
7ª Novena de Santa Maria Madalena - Mesa da Palavra

XVI TC – 2ª feira – Pares


(Miq 6, 1-4.6-8; Mt 12, 38-42)

 

Introdução (Contexto)

 

Miqueias (contemporâneo de Isaías) é natural de Hebron, profetizou durante os reinados de Joatão, de Acaz e de Ezequias, reis de Judá tendo também sofrido as invasões da Assíria, sobre os reinos da Samaria e de Judá.

 

O seu livro profético divide-se em três secções:

a)         Aponta os pecados da Samaria e de Judá, principalmente as injustiças praticadas pelos poderosos que exploravam injustamente os pobres;

b)         Profetiza a restauração e libertação da cidade santa de Jerusalém;

c)         Acusa o povo de Jerusalém devido às suas idolatrias.

 

1ª Leitura:

O profeta é um homem sintonizado com Deus e com o seu tempo, por isso Miqueias inspira-se na linguagem dos processos judiciais onde, os intervenientes, invocavam as divindades ou as forças cósmicas da natureza como testemunhas da sua causa.

Pela boca do profeta, Deus, em vez de recriminar o povo, recorda todos os benefícios que realizou em seu favor, desde o dia em que libertou-o da escravidão do Egipto.

A partir daí, e para que não haja mais confusões, Deus esclarece as suas exigências: “O Senhor exige de ti: praticar a justiça e amar a misericórdia e ser humilde diante de Deus”.

 

Lição:

a)         Praticar a Justiça: na Bíblia, Justiça não é vingança, mas voltar-se para Deus e viver de acordo com a sua Lei. No fundo, confiar totalmente em Deus e viver a partir da dádiva, ou seja, nada é meu, tudo é dom! E assim, depositar toda a sua vida nas mãos de Deus Criador.

b)         Amar a Misericórdia: significa coração absolutamente vazio (no sentido positivo!); ou seja, coração aberto e totalmente disponível para acolher todos! Tal como o coração de Deus e Jesus!

c)         Ser Humilde: Ser simples, viver numa atitude de verdade, reconhecendo os seus limites e virtudes…

 

Evangelho:

As classes poderosas do Templo desafiaram Jesus, a provar se era ou não o Messias, com um milagre. No fundo, estavam a pedir a Jesus as suas credenciais divinas, ou seja, se Ele era ou não o Filho de Deus.

 

Jesus, com linguagem própria dos rabis que o experimentavam (escribas e fariseus), responde que o único sinal é a Sua Pessoa! Faz isto através de dois exemplos do AT:

a)         Profeta Jonas, no ventre a baleia 3 dias e 3 noites: invocando a ressurreição, sinal e expressão da sua Páscoa (a sua maior prova!): doação máxima da vida de Jesus por amor.

b)         As referências do AT, ao povo de Nínive que se converteu perante a pregação de Jonas e à Rainha de Sabá que veio de longe por causa da sabedoria de Salomão, por serem pagãos, são claras indicações que, devido à rejeição do Messias pelo povo judeu, o anúncio do Reino voltar-se-ia para os pagãos, ou seja, os não judeus, assumindo uma dimensão universal!

 

Lição: Constantemente, pedimos a Deus provas do seu Amor por nós (como se Ele precisasse de provar que gosta de nós! Que nos ama infinitamente!): Por ex.: Senhor, ajuda-me no exame! Senhor, livra-me o meu filho ou esposo do perigo! Senhor, cura-me dessa doença! Senhor, acaba com a guerra no mundo! Senhor, faz-me ganhar o euro milhões!... e depois vem a paga: que eu me converterei! Que vou dar muitas esmolas! Que eu vou tornar-me um melhor pessoa! Que não vou pecar mais! Que passarei a ir à missa todos os domingos!... Isto só revela que a nossa fé está ainda na pré-primária, do ensino básico… precisamos crescer muito para nos tornarmos adultos na fé.

 

Hoje aceitamos, com alguma naturalidade, que Deus é para todos (tal como o sol!), mas no tempo de Jesus não era bem assim: Os judeus pensavam que Deus era só para eles e os outros povos (o resto da humanidade) não cabiam no projecto de salvação.

Se calhar, não estamos muito longe desse pensamento quando pensamos que a nossa ideia de Deus só serve para defender os nossos interesses, excluindo todos os outros!

 

O Deus de Jesus é inclusivo: para Ele não existem casos totalmente irremediáveis; todos cabem no seu coração!

 

Conclusão:

O único sinal é Jesus! O único sacramento é Jesus Cristo! Ele é que salva! Ele é que é o único sinal – sacramento de Deus Pai e por isso, ele é maior que todos os profetas e reis (Jonas e Salomão)!

 

Nós: a igreja e os sacramentos só são sinais do único sacramento que é Jesus Cristo.

 

História: Binóculo de Deus!

 

Pe. Paulo Borges



publicado por magdala às 23:35
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
A partir de 20 de Março de 2009
geocontador
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Arquivos

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Favoritos

Magdala

Hiperligações
Mapa
Globo
Países
blogs SAPO
subscrever feeds