O PENSAR, SENTIR E VIVER MADALENENSE. UM ESPAÇO DE PARTILHA E DIÁLOGO QUE MARCA PELA DIFERENÇA E QUALIDADE
Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009
Programa do VI Simpósio do Clero de Portugal

A abertura do colóquio está agendada para dia 1 de Setembro, pelas 10h30, com intervenções de D. Jorge Ferreira da Costa Ortiga, Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, D. António Francisco dos Santos, Presidente da Comissão Episcopal Vocações e Ministérios, e do Padre Jorge Madureira, Secretário da Comissão Episcopal Vocações e Ministérios e do Simpósio.

 

O Simpósio continua pelas 11h30, com o Padre Anselm Grun a pronunciar a sua conferência sobre os seguintes temas: “Alegro-me nas minhas fraquezas, a experiência de si e o acompanhamento espiritual”; “O presbítero, o homem de Deus seduzido”.

 

Pelas 15h00, o Padre Anselm Grun profere a comunicação “Homem, Força na debilidade”, e logo a seguir, pelas 17h00, o mesmo conferencista analisa “Amadurecer espiritualmente durante toda a vida”; “Desafios do acompanhamento”.

 

No segundo dia, 2 de Setembro, pelas 10h00, o Padre Rocha e Melo, SJ, analisa a exortação de Paulo a Timóteo: “Não descures o dom espiritual que está em ti”, e “Os caminhos do silêncio e da oração”. Pelas 15h00, o Cardeal D. José da Cruz Policarpo pronuncia a sua conferência sobre “Como crescer como pessoas para servir como pastores”, seguindo-se, pelas 16h30, a dissertação do Padre José Tolentino Mendonça sobre “Padres para um tempo novo”.

 

Dia 3 de Setembro, dividida em três partes distintas, o Padre Amedeo Cencini pronuncia a conferência sobre o “Modelo formativo em volta do qual se pode construir um projecto de formação permanente: a árvore da vida sacerdotal”, pelas10h00, 15h00 e 17h00.

 

Na sexta-feira, 4 de Setembro, realiza-se a Conferência de encerramento, presidida pelo Cardeal Hummes, Prefeito da Congregação para o Clero, na qual vai analisar o tema: “Renova nos seus corações o Espírito de Santidade”. Às 11H30, será apresentada a síntese conclusiva dos trabalhos, terminando o Simpósio com a Celebração da Eucaristia.



publicado por magdala às 23:00
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 30 de Agosto de 2009
Padres do Pico participam no VI Simpósio do Clero de Portugal

Integrado no Ano Sacerdotal, e com o lema “Reaviva o Dom que há em ti”, realiza-se em Fátima, de 1 a 4 de Setembro, o VI Simpósio do Clero de Portugal.

 

Este é um tempo de estudo para os sacerdotes, acerca da sua missão e papel no mundo de hoje.

 

Segundo D. António Francisco dos Santos, Presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios, “o simpósio pode constituir uma ajuda à revitalização do Dom gratuito de Deus à Igreja, que é a graça do sacerdócio ministerial, recebido pelos sacerdotes, por uma misericordiosa escolha do Senhor, para a edificação do Povo de Deus. A vida pessoal e ministerial dos sacerdotes está sujeita a um contínuo desgaste pelo muito que lhes é pedido e a que, generosamente, os sacerdotes procuram responder. Para que se possa fazer com fruto, os sacerdotes precisam de parar, de reflectir, de rezar, de se confrontarem consigo próprios à luz do amor de Deus e da vivência diária do Dom que lhes coube receber, de testemunhar e de ouvir o testemunho de colegas de outras idades e dioceses, que beneficiam da mesma graça e a ela procuram ser fieis”.

 

Peço as vossas orações para os bons frutos deste encontro sacerdotal.

 

Que nós sacerdotes possamos reavivar o Dom que está em nós em favor daqueles que nos estão confiados.

 

Dois padres da nossa Ouvidoria terão a graça de participar neste simpósio, eu e o Pe. Paulo Areias.

 

Ao regressarmos partilharemos com a Equipa Sacerdotal da nossa Ouvidoria as vivências deste encontro, para que possamos continuar a trabalhar em unidade e comunhão eclesial para o bem das almas que nos estão confiadas, sempre e somente em nome do único Mestre – Jesus de Nazaré.

 



publicado por magdala às 00:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

XXII Domingo do Tempo Comum

 

A pureza ritual das purificações judaicas é incapaz de limpar o coração diante de Deus, diz-nos Jesus neste domingo. A vida do cristão deve ser marcada pela diferença na oração e na prática da caridade, não por mero legalismo, mas porque são a manifestação exterior da relação interior que temos com Deus.



publicado por magdala às 00:09
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 29 de Agosto de 2009
Festa de Nossa Senhora das Dores

 

FESTA DE NOSSA SENHORA DAS DORES

CRIAÇÃO VELHA

 

Septenário de Preparação:

30 de Agosto – 11h00 – Missa Solenizada

 

De 31 de Agosto a 4 de Setembro:

20h00 – Sacramento da Reconciliação

              Terço meditado

20h30 – Missa Solenizada

 

Sexta-feira, 4 de Setembro:

22h00 – Grupo Folclórico da Casa do Povo da Criação Velha

22h30 – Grupo Música Popular “TINOTAS”, da Ilha Terceira

 

Sábado, 5 de Setembro:

20h00 – Missa com a Celebração dos Sacramentos do Baptismo e da Confirmação

21h30 – Filarmónica Lira Madalense

22h45 – Grupo Música Variada “AMÊNDOA DOCE”, da Ilha Terceira

 

Solenidade

Domingo, 6 de Setembro:

17h00 – Missa Solene

18h00 – Desfile de Filarmónicas

18h30 – Solene Procissão

20h00 – Filarmónica União e Progresso Madalense

21h30 – Filarmónica Lira Madalense

22h30 – Despedida da Imagem de Nossa Senhora das Dores

              Fogo de Artifício

 



publicado por magdala às 02:20
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 28 de Agosto de 2009
D. Hélder da Câmara morreu há 10 anos

Depois de anteontem ter recordado João Paulo I, o Papa do sorriso, hoje quero recordar outro grande HOMEM da Igreja, que há dez anos cumpria a sua missão terrena.

Precisamos continuar a aprender com os seus exemplos de vida.

 

 

Bispo brasileiro fica na história pelo seu pioneirismo dentro e fora da Igreja

 

Numa das suas passagens por Portugal, D. Hélder da Câmara afirmou que “ninguém nasce para ser escravo ou mendigo”. No entanto, ao observar a realidade que o circundava, o antigo bispo de Olinda e Recife (Brasil) via que eles existiam e estavam bem perto do pastor. A cidade de Fortaleza (Brasil) viu nascer, a 7 de Fevereiro de 1909, D. Hélder da Câmara. Filho de uma família pobre e numerosa (dos treze irmãos apenas oito conseguiram sobreviver), os pais deram-lhe o nome de um pequeno porto holandês: Hélder.

 

Aos 14 anos ingressa no Seminário Diocesano da cidade natal (Prainha de São José), sendo metade das despesas pagas pela Obra das Vocações Sacerdotais. Recebeu a ordenação sacerdotal em 1931 e, cinco anos depois, foi enviado para o Rio de Janeiro, onde se tornou animador da Acção Católica Brasileira e, posteriormente, seu assistente nacional. Nos ouvidos ressoam-lhe palavras antigas do pai: “Meu filho, você sabe o que é ser padre? Padre e egoísmo nunca podem andar juntos.”

 

Apesar de ter ficado conhecido como ícone da paz e irmão dos pobres, nos primeiros tempos de padre esteve ligado ao movimento «Acção Integrista Brasileiro», próximo das teses de Mussolini e do corporativismo português. Aos olhos de alguns era uma «persona non grata». Mais tarde, D. Hélder da Câmara explica esse episódio: “Participei num movimento de que estava convencido. O grande combate era entre o Este e o Oeste, os Estados Unidos e a União Soviética”. E acrescenta: “Mas depressa me apercebi que mais grave do que essa luta era a que se travava entre o Norte e o Sul”.

 

A Segunda Guerra Mundial e o agravamento da situação social no Brasil reconduziram D. Hélder da Câmara ao lugar de líder da contestação social e religiosa no Brasil. Em 1952 é nomeado bispo auxiliar do Rio de Janeiro pelo papa Pio XII.

 

Poucos anos antes da sua nomeação trabalhou na Nunciatura Apostólica do Rio e, através de contactos directos com Monsenhor Montini (futuro Papa Paulo VI), conseguiu que a Secretaria de Estado do Vaticano aprovasse a constituição da Conferência Nacional dos Bispos Brasileiros (CNBB). Esta foi a precursora das Conferências Episcopais criadas, mais tarde, pelo II Concílio do Vaticano. Depois da aprovação da CNBB, D. Hélder propõe ao Vaticano a fundação do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM). A autorização chegou em 1955, acumulando D. Hélder Câmara o cargo de Secretário-Geral da CNBB e Vice-presidente da CELAM.

 

Paralelamente à dinamização destes dois organismos, o prelado brasileiro empenhou-se também no campo social. Em 1956 funda a Cruzada S. Sebastião (destinada à solução dos problemas habitacionais nas favelas) e, três anos mais tarde (1959) criou o Banco da Providência (entidade de assistência social para os casos de miséria absoluta).

 

Em 1964 foi nomeado arcebispo de S. Luís do Maranhão e meses depois é enviado para Olinda e Recife, onde permanecerá, como bispo residencial, durante vinte anos. “Aqui eu sonhei com uma obra em que pudesse trabalhar não para o povo mas com o povo” – sublinhou na altura. Preocupa-se com o problema do desenvolvimento e da pobreza em todo o nordeste brasileiro.

 

A sua voz profética ecoava, apesar das perseguições que lhe moveram. Em 1968, o pastor daquele território eclesial publica o livro «Revolução dentro da Paz». Dois anos depois, uma campanha difamatória impede-o de receber o Prémio Nobel da Paz. Foi acusado de demagogo, exibicionista e “emissário camuflado de Fidel Castro e Mao”.

 

Nunca recebeu o galardão da Paz, no entanto o município de Oslo (Noruega) concedeu-lhe (em 1974) um prémio de valor equivalente. O seu prestígio internacional era intocável e recebeu o doutoramento «Honoris Causa» de várias universidades. O Japão atribuiu-lhe (1983) o prémio Niwano para a Paz, enquanto a Itália o distinguiu com o Prémio Balzan.

 

Trabalhar com os pobres era a sua paixão. No entanto, da sua pena saíram várias obras literárias: «O deserto é fértil» (1971); «Cristianismo, Socialismo, Capitalismo» (1973); «Nossa Senhora no meu caminho» (1981) e «Utopias peregrinas» (1993). Dois poemas seus inspiraram uma oratória e um ballet: «Sinfonia dos dois mundos» (musicada pelo Pe. Pierre Kaelin) e «Missa para um tempo futuro» (com coreografia de Maurice Béjart).

 

A 7 de Julho de 1980, durante a viagem de João Paulo II ao Brasil, o papa polaco reabilita publicamente a sua imagem ao abraçá-lo efusivamente e dando-lhe o maior título de sempre: «Irmão dos pobres e meu irmão». Um gesto ovacionado por uma multidão perplexa.

 

No mês de Abril de 1984, o «bispo vermelho e dos pobres» despede-se da sua diocese, depois de Roma ter aceite a sua resignação por limite de idade. “Pouco importa que um bispo se jubile; a Igreja continua” – disse D. Hélder Câmara na Eucaristia celebrada no Estádio do Recife perante 30 mil pessoas.

 

A 27 de Agosto de 1999, o homem que tinha como lema «In Manus Tuas» (Nas Tuas Mãos) despediu-se da vida terrena. Quando soube da sua morte, D. Manuel Martins, bispo emérito de Setúbal disse: “um gigante da história da Igreja que impressionava pela sua fragilidade humana, mas albergava uma coragem do tamanho do mundo”.

 

In Agência Ecclesia



publicado por magdala às 02:11
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 27 de Agosto de 2009
Nomeações eclesiásticas do Bispo de Angra

O Padre Hélio Nuno Santos Soares foi nomeado por D. António, Bispo de Angra, como novo Pároco do Corvo, pondo assim fim a um período de 12 meses em que a mais pequena ilha açoriana não teve um sacerdote residente.

 

No que à Terceira diz respeito, D. António reconduziu o Padre Luís Carlos Garcia de Castro como Pároco dos Biscoitos tendo sido também escolhido para Director do Serviço Diocesano para a Acção Missionária.

 

O Padre Alexandre Duarte Braga de Medeiros foi nomeado Pároco de Santa Rita e Santa Luzia da Praia da Vitória, enquanto o Clérigo Moisés do Couto Rocha foi reconduzido para a paróquia das Fontinhas. No Porto Martins, acumulando com as Capelanias de São João e o Lar D. Pedro V, mantém-se o Sacerdote Domingos Graça Martins Faria.

 

O Clérigo Carlos Fernando de Medeiros Correia foi nomeado para as paróquias de Altares e Raminho e ao mesmo tempo reconduzido como Director Diocesano para a Liturgia.

 

Para a paróquia de S. Pedro em Angra foi nomeado o Padre Adriano Manuel Torres Borges como Pároco moderador in solidum junto com o Sacerdote João Carlos Freitas da Costa. Para além disso, será professor de História da Igreja e de Arqueologia e Arte Cristã do Seminário Episcopal de Angra e docente de Educação Moral e Religiosa Católica na Escola Tomás Borba.

 

Para o Seminário de Angra foram também nomeados o Padre João Maria de Sousa Mendes, como professor de Direito Canónico e o Diácono Luís Rafael Martins do Carmo, docente de Latim.

 

No cargo de Capelão do Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Angra continua o Padre Manuel Nunes da Costa Freitas.

 

Para o Estabelecimento Prisional de Angra do Heroísmo foi nomeado o Padre Teodoro Manuel de Sousa Medeiros, que acumula como Coordenador Diocesano para a Pastoral Penitenciária.

 

Para a Ouvidoria do Pico, D. António de Sousa Braga nomeou como Administrador Paroquial de Santa Luzia e Bandeiras o Padre Zulmiro Manuel da Costa Sarmento, em substituição do Padre Pedro Lima de Amaral Mendonça que irá entrar em ano sabático.

 

O Padre Paulo Jorge Monteiro Cunha Areias foi reconduzido como Pároco de São João e São Caetano, enquanto os Clérigos Paulo Fernando Furtado Silva e João Manuel Oliveira da Ponte foram nomeados in solidum como párocos da Piedade, Calheta do Nesquim, Santa Cruz, Santa Bárbara, Matriz das Lajes e Silveira.

 

O Padre Marco Paulo de Matos Martinho foi igualmente reconduzido para as paróquias da Candelária e Criação Velha, auxiliado pelo Diácono André Resendes.

 

Finalmente, o Padre José Carlos Vieira Simplício foi nomeado Administrador Paroquial de São Mateus do Pico.

 

Em S. Jorge os Padres Manuel António Matas dos Santos e António Duarte Azevedo foram nomeados in solidum como Párocos de Beira, Manadas, Norte Grande, Norte Pequeno, Santo António, Urzelina, Calheta e Ribeira Seca, auxiliados pelo Diácono Marcos Miranda.

 

Para a Graciosa, o Padre António Machado Alves foi reconduzido em Santa Cruz, o mesmo acontecendo com o Padre João Paulo Brasil, na paróquia da Praia da Graciosa e o Padre José Borges Simões, como Vigário Paroquial da Vitória, Guadalupe.

 

Nas Flores, os Padres David de Jesus Rocha Barcelos e Ruben Medeiros de Sousa foram nomeados in solidum como Párocos de Mosteiro, Santa Cruz, Lajes, Fajazinha, Fajã Grande, Lajedo, Caveira. Cedros, Fajã Grande, Lomba, e Ponta Delgada, auxiliados pelo Diácono Luís da Silva Alves. Quanto ao Sacerdote José Alves Trigueiro, foi reconduzido como Pároco da Fazenda das Lajes das Flores.

 

Em S. Miguel, Nuno Miguel de Andrade Araújo Maiato foi nomeado Pároco de Santa Cruz e Cabouco, o Padre Ricardo Manuel Melo Pimentel, nomeado para as Furnas e Ribeira Quente, o Padre Octávio Henrique Ribeiro Medeiros, escolhido como Pároco da Matriz da Povoação e o Clérigo Pedro Maria Tavares Carreiro, nomeado para a paróquia de Remédios, Ajuda e Pilar da Bretanha.

 

Os Diácono Manuel Castelo e Jordão Manuel Martins Tavares Faúlha foram nomeados auxiliares dos Párocos de São José e Maia, Lomba da Maia, respectivamente, até final dos seus mandatos.

 

Quanto a sacerdotes reconduzidos, o Padre João Luciano do Couto Rodrigues irá continuar como Pároco da Covoada, o mesmo acontecendo com o Padre Duarte Manuel Espírito Santo Melo na paróquia da Fajã de Cima.

 

Para o serviço dos emigrantes portugueses, o Padre Luís Gabriel de Sousa Cordeiro foi escolhido para a Diocese de Stokton, Califónia, Estados Unidos, o Padre Vítor José Almeida Medeiros nomeado para a Diocese de Munster, na Alemanha e o Padre Rui Fernando Barbosa Silva para a Diocese canadiana de Toronto, todos por um período de três anos.

 

Para os estabelecimentos prisionais de Ponta Delgada e da Horta, D. António de Sousa Braga nomeou para Capelões os Padres João Maria Bum e Francisco Xavier Silva Bettencourt, respectivamente.

 

Directores Diocesanos

 

Monsenhor Cónego Augusto Manuel Arruda Cabral foi reconduzido pelo Bispo de Angra como Secretário Nacional da Educação Cristã, pelo período de um ano.

 

Em relação aos directores diocesanos, o Padre Cipriano Franco Pacheco foi nomeado para a Cultura e Ecumenismo, o Padre Jacinto Alberto Meneses Bento para a Mobilidade Humana, o Padre Paulo Jorge Torres Borges como presidente da Comissão Diocesana da Pastoral da Saúde e o Padre José de Medeiros Constância para a Pastoral Escolar.

 

O Padre Norberto José Toste Brum é reconduzido como Director Diocesano para Pastoral da Juventude e do Ensino Superior o mesmo acontecendo com o Padre Dr. Ricardo António Henriques para as Comunicações Sociais da Igreja, o Monsenhor Cón. Dr. Gregório Joaquim Couto Rocha para a Pastoral das Vocações e Ministérios e Anabela Ferreira Rafael Silveira de Borba reconduzida como Directora Diocesana para a Pastoral Social.

 

 



publicado por magdala às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 26 de Agosto de 2009
31 Anos da Eleição de João Paulo I

26 de Agosto de 1978.

Há 31 anos era eleito o Papa João Paulo I - O Papa do Sorriso.

Para recordar esta grande homem da Igreja aqui fica o seu sorriso contagiante.

 

 

 



publicado por magdala às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009
O Senhor é meu Pastor...

... é Ele que me guia contra ventos e marés...

 



publicado por magdala às 19:00
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 23 de Agosto de 2009
XXI Domingo do Tempo Comum

 

Ao apresentar-Se como o Pão da Vida, Jesus exige uma adesão de fé à Sua Pessoa. O Filho é o alimento divino e só por Ele nos vêm a Salvação e a Vida. S. Paulo compreendeu que tudo sem excepção está sujeito a Cristo, que é n’Ele que tudo ganha sentido e unidade, como acontece entre marido e mulher. Por isso, como já de seguida nos diz Josué, é que todos devemos o culto ao mesmo e único Deus, mestre da História e libertador.



publicado por magdala às 00:32
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 22 de Agosto de 2009
ANO SACERDOTAL 6

 

 



publicado por magdala às 17:32
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
A partir de 20 de Março de 2009
geocontador
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Arquivos

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Favoritos

Magdala

Hiperligações
Mapa
Globo
Países
blogs SAPO
subscrever feeds