O PENSAR, SENTIR E VIVER MADALENENSE. UM ESPAÇO DE PARTILHA E DIÁLOGO QUE MARCA PELA DIFERENÇA E QUALIDADE
Quinta-feira, 29 de Maio de 2008
Programa REUNIR online

Caros amigos.


Recomendo a visualização do último programa "REUNIR", que tenho a alegria de realizar a partir da delegação do Faial da RTP-Açores.


O programa "REUNIR" tem edição quinzenal, aos Domingos ao inicio da tarde, a partir dos três centros de produção da RTP-Açores. Em Ponta Delgada é realizado pelo Pe. Norberto Brum, em Angra pelo Pe. Ricardo Henriques e na Horta por mim.


O endereço que se segue é o do dia 26 de Abril último, sobre a acção social da Igreja do Pico.
 

http://videos.sapo.pt/bYm6mnrH88PUhdJdY5qT

 

 

No próximo Domingo será emitido pelas 13h15 mais um da Horta sobre a festa do Corpo de Deus.

 

 

Espero que gostem e espero ressonâncias.

 

 

Um abraço.

 

Pe. Marco Martinho



publicado por magdala às 01:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 25 de Maio de 2008
Beatos Francisco e Jacinta Marto

 

Ontem, dezenas de crianças da Paróquia Matriz da Madalena acolheram solenemente as venerandas imagens dos Beatos Francisco e Jacinta Marto, Pastorinhos de Fátima, que desde o início deste mês de Maio estão em peregrinação pelas paróquias da Zona Pastoral da Madalena, na Ouvidoria do Pico.

Esta peregrinação insere-se nas comemorações do centenário do nascimento do Beato Francisco Marto, nascido a 11 de Junho de 1908.

As imagens dos pastorinhos Beatos, pertença do Santuário do Senhor Bom Jesus, iniciaram a sua peregrinação a 3 Maio na Paróquia de São Caetano, onde permaneceram ate ao dia 11. De 11 a 17 estiveram na Paróquia de Nossa Senhora das Candeias, de 17 a 24 na Paróquia de Nossa Senhora das Dores, de 24 de Maio até ao dia 1 de Junho estarão na Paróquia Matriz de Santa Maria Madalena, de 1 a 7 de Junho na Paróquia de Nossa Senhora da Boa Nova e de 7 a 15 de Junho, na Paróquia de São Mateus.

Em cada uma das paróquias o exemplo de vida e de fé dos Beatos é apresentado a toda a comunidade com incidência para as crianças do 1º ao 6º anos das catequeses paroquiais.

Esta peregrinação terá como ponto alto a peregrinação de todas as crianças da catequese da infância de toda a Zona Pastoral da Madalena, ao Santuário Diocesano do Senhor Bom Jesus Milagroso, a 10 de Junho, em comunhão com a peregrinação das crianças ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, na Cova da Iria, que se realiza no mesmo dia, feriado nacional e vigília do 1º centenário do nascimento do Beato Francisco Marto.

Deixamos aqui algumas imagens da recepção na Matriz da Madalena:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por magdala às 02:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 23 de Maio de 2008
CORPO DE DEUS

 

Ontem os sinais de festa abundaram por toda a cristandade.

Em muitos lugares os cristãos católicos saíram às ruas em solenes manifestações públicas de fé, mesmo contra a corrente de alguns “pseudo iluminados”, que querem colocar a todo o custo as manifestações religiosas do interior dos templos. É a isso que chamam liberdade religiosa???

Entre nós várias comunidades revestiram-se de sinais exteriores para louvar a Santíssima Eucaristia, saindo à rua em manifestações de fé, piedade, oração, louvor e adoração a Jesus Sacramentado.

Deixamos aqui algumas imagens das procissões que ontem se realizaram na Zona Pastoral da Madalena, nas comunidades da Matriz de Santa Maria Madalena, Santo António do Monte, Nossa Senhora das Candeias e São Mateus.

 

Na Madalena

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No Monte

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na Candelária

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em São Mateus

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GRAÇAS E LOUVORES SE DÊEM A TODO O MOMENTO

AO SANTÍSSIMO E DIVINÍSSIMO SACRAMENTO



publicado por magdala às 13:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 21 de Maio de 2008
Ele Caminha no Meio do Seu Povo

 

- Corpus Christi –

 

 

 

1.      O sentido da celebração

 

             Na quinta-feira, após a solenidade da Santíssima Trindade, a Igreja celebra devotamente a solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, festa tradicionalmente chamada de Corpus Christi ou Festa do Corpo de Deus.

A motivação litúrgica para tal festa é, indubitavelmente, o louvor merecido à Eucaristia, fonte de vida da Igreja. Desde o princípio de sua história, a Igreja devota à Eucaristia um zelo especial, pois reconhece neste sinal sacramental o próprio Jesus, que continua presente, vivo e actuante no meio das comunidades cristãs. Celebrar o Corpus Christi significa fazer memória solene da entrega que Jesus fez de sua própria carne e sangue, para a vida da Igreja, e comprometer-nos com a missão de levar esta Boa Nova para todas as pessoas.

            Poderíamos perguntar se na Quinta-Feira Santa a Igreja já não faz esta memória da Eucaristia. Claro que sim! Mas na solenidade de Corpus Christi estão presentes outros factores que justificam sua existência no calendário litúrgico anual. Em primeiro lugar, no tríduo pascal não é possível uma celebração festiva e alegre da Eucaristia. Em segundo lugar, a festa de Corpus Christi quer ser uma manifestação pública de fé na Eucaristia. Por isso o costume geral de fazer a procissão pelas ruas. Enfim, na solenidade de Corpus Christi, além da dimensão litúrgica, está presente o lado afectivo da devoção eucarística. O Povo de Deus encontra nesta data a possibilidade de manifestar os seus sentimentos diante do Cristo que caminha no meio do Povo.

 

 

2.      Origem da solenidade

 

            Na origem da festa de Corpus Christi estão presentes dados de diversas significações. Na Idade Média, o costume que invadiu a liturgia católica de celebrar a missa com as costas voltadas para o povo, foi criando certo mistério em torno da Ceia Eucarística. Todos queriam saber o que acontecia no altar, entre o padre e a hóstia. Para evitar interpretações de ordem mágica e sobrenatural da liturgia, a Igreja foi introduzindo o costume de elevar as partículas consagradas para que os fiéis pudessem olhá-la. Este gesto foi testemunhado pela primeira vez em Paris, no ano de 1200.

            Entretanto, foram as visões de uma freira agostiniana, chamada Juliana, que historicamente deram início ao movimento de valorização da exposição do Santíssimo Sacramento. Em 1209, na diocese de Liége, na Bélgica, essa religiosa começa a ter visões eucarísticas, que se vão suceder por um período de quase trinta anos. Nas suas visões ela via um disco lunar com uma grande mancha negra no centro. Esta lacuna foi entendida como a ausência de uma festa que celebrasse festivamente o sacramento da Eucaristia.

 

 

3.      Nasce a festa do Corpus Christi

 

            Quando as ideias de Juliana chegaram ao bispo, ele acabou por acatá-las, e em 1246, na sua diocese, celebra-se pela primeira vez uma festa do Corpo de Cristo. Seja coincidência ou providência, o bispo de Juliana vem a tornar-se o Papa Urbano IV, que estende a festa de Corpus Christi para toda Igreja, no ano de 1264.

 

            Mas a difusão desta festa litúrgica só será completa no pontificado de Clemente V, que reafirma a sua significação no Concilio de Viena (1311-1313). Alguns anos depois, em 1317, o Papa João XXII confirma o costume de fazer uma procissão, pelas ruas da cidade, com o Corpo Eucarístico de Jesus, costume testemunhado desde 1274 em algumas dioceses da Alemanha.

            O Concílio de Trento (1545-1563) vai insistir na exposição pública da Eucaristia, tornando obrigatória a procissão pelas ruas da cidade. Este gesto, além de manifestar publicamente a fé no Cristo Eucarístico, era uma forma de lutar contra a tese protestante, que negava a presença real de Cristo na hóstia consagrada.

            Actualmente a Igreja conserva a festa de Corpus Christi como momento litúrgico e devocional do Povo de Deus. O Código de Direito Canónico confirma a validade das exposições publicas da Eucaristia e diz que “principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, haja procissão pelas vias públicas” (cân. 944).

 


4.      A celebração do Corpo de Cristo

 

            Santo Tomás de Aquino, o chamado doutor angélico, destacava três aspectos teológicos centrais do sacramento da Eucaristia. Primeiro, a Eucaristia faz o memorial de Jesus Cristo, que passou no meio dos homens fazendo o bem (passado). Depois, a Eucaristia celebra a unidade fundamental entre Cristo e a sua Igreja e com todos os homens de boa vontade (presente). Enfim, a Eucaristia prefigura a nossa união definitiva e plena com Cristo, no Reino dos Céus (futuro).

            A Igreja, ao celebrar este mistério, revive estas três dimensões do sacramento. Por isso envolve com muita solenidade a festa do Corpo de Cristo. Não raro, o dia de Corpus Christi é um dia de liturgia solene e participada por um número considerável de fiéis (sobretudo nos lugares onde este dia é feriado). As leituras evangélicas deste dia lembram-nos a promessa da Eucaristia como Pão do Céu (Jo 6, 51-59 - ano A), a última Ceia e a instituição da Eucaristia (Mc 14, 12-16.22-26 - ano B) e a multiplicação dos pães para os famintos (Lc 9,11b-17 - ano C).

 

 

5.      A devoção popular

 

 

 

 

 

 

           

             Porém, precisamos destacar que muito mais do que uma festa litúrgica, a Solenidade de Corpus Christi assume um carácter devocional popular. O momento ápice da festa é certamente a procissão pelas ruas das cidades, vilas e freguesias, momento em que os fiéis podem pedir as bênçãos de Jesus Eucarístico para as suas casas e famílias. O costume de enfeitar as ruas com tapetes de serragem, flores e outros materiais, formando um mosaico multicor, ainda é muito comum em vários lugares. Alguns lugares tornam-se atracção turística neste dia, devido à beleza e expressividade de seus tapetes. Ainda é possível encontrar cristãos que enfeitam as suas casas com altares ornamentados para saudar o Santíssimo, que passa por aquela rua.

            A procissão de Corpus Christi conheceu seu apogeu no período barroco. Nos ambientes urbanos, apesar das dificuldades estruturais, as comunidades continuam expressando a sua fé Eucarística, adaptando ao contexto urbano a visibilidade pública da Eucaristia. O importante é valorizar este momento afectivo da vida dos fiéis.

 

 

"Ó Sagrado Banquete, em que se recebe Cristo;

e se comemora a sua Paixão, em que a alma se enche de graça e nos é dado o penhor da futura glória."

 

 

Fr. Evaldo de Sousa

 



publicado por magdala às 18:35
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 11 de Maio de 2008
DOMINGO DO SENHOR ESPÍRITO SANTO

 

Hoje, Domingo do Senhor Espírito Santo, os Açores estão em festa.

 

De Santa Maria ao Corvo não há comunidade que hoje não faça festa, a festa de um povo de crentes, a festa do Senhor Espírito Santo.

 

Hoje desde o alvorecer, ressoarão nos ares destas ilhas o estalar dos foguetes juntamente com os rufos e os seculares cantares dos foliões, até aos acordes das nossas filarmónicas tocando em harmonia o verdadeiro Hino dos Açorianos, o Hino do Senhor Espírito Santo.

 

Hoje, homens, mulheres e crianças enchem ruas e vielas em quadras que guardam estandartes e coroas em direcção às casas Mãe da nossa gente, a sua Igreja, ornamentadas a preceito, onde as celebrações se tornam festivas, solenemente cantadas, terminando com coroações, em que homens e mulheres de joelhos invocam a descida do Espírito Santo, em agradecimento por tantas graças recebidas ao mesmo tempo que as suas preces sobem aos céus ajudadas pelas vozes que ecoam em uníssono pelos templos de um “Vinde Espírito Paráclito” ou de uma “Alva pomba que meiga aparecestes”.

 

Hoje, Domingo do Espírito Santo, a liturgia torna-se autêntico ágape, sentados à mesma mesa da alegria, da partilha e da abundância, pois estas são as festas da abundância da partilha e da alegria.

 

Pela tarde dentro um são convívio fraterno será característica em cada arraial, depois da procissão, em que os açafates multicolores devidos às flores que ornamentam rosquilhas, serão uma vez mais, um forte sinal de abundância partilhada a todos os que de perto e de longe tiverem a graça de participar na festa, que é de todos e para todos.

 

Este é um Domingo diferente…até mesmo único…é DOMINGO DO SENHOR ESPÍRITO SANTO.



publicado por magdala às 09:05
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 10 de Maio de 2008
Serão as Festas do Espírito Santo uma mentira???

 

São precisamente 8 horas e 27 minutos quando início este post…

Começo a viver este sábado…não um sábado qualquer mas o sábado do Senhor Espírito Santo.

A manhã está fresquinha pois já contemplei o canal do alto da minha varanda, mas agora no silêncio do meu escritório sinto raios de sol a querer inromper nesta manhã fria…manhã do sábado do Senhor Espírito Santo.

Na paz desta manhã faço a minha oração matutina tendo muito presente aqueles que nestes próximos dias não terão mãos a medir nos preparativos próximos e vivências das tradicionais festas do Divino Espírito Santo, desde as irmandades (especialmente as suas direcções) até aos mordomos e suas famílias, que não tenho duvida, darão o melhor de si mesmos para que tudo corra bem e para que aconteça a festa.

 

Ao longo da semana vivi com uma das minhas comunidades o terço diário ao Divino Espírito Santo, tradição secular que no final do dia nos convidou a parar e a elevar os afectos da alma.

Mas por falar nos afectos da alma, por vezes penso que alguns dizem-se devotos do Espírito Santo, só por serem irmãos de uma irmandade (por vezes nada irmã) ou até mesmo mordomos e até outros só por causa de um prato de sopas ou de uma rosquilha…quem assim pensa vive numa falsa e errónea devoção.

 

Ao promover e ao viver estas festividades há que ter a coragem de abrir o coração aos Dons do Espírito Santo (Sabedoria, Inteligência, Ciência, Conselho, Fortaleza, Piedade e Temor de Deus) para que os seus frutos (amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio) possam ser uma realidade em cada um de nós. Mas quantos são os que se preocupam com isso???

 

Para haverem verdadeiros afectos da alma, há que a preparar para acolher o Sopro Divino…quantos se preocupam em prepara-la??? Eis um exemplo claro: tenho ao meu cuidado três paróquias, com nove mordomos e até hoje, só dois mordomos, quiseram preparar a alma através do Sacramento da Reconciliação…

 

As nossas festas são muito bonitas…mas para alguns é uma autêntica mentira, pois de nada serve uma igreja muito bem ornamentada, uma missa muito bem cantada e com uma coroação muito sentida se aqueles que o promovem, não vivem Domingo após Domingo a verdadeira devoção ao Senhor Espírito Santo, na celebração da Eucaristia.

 

Rezo a Deus para que não façamos destas festas uma mentira e para que elas sejam expressão da vivência de homens e mulheres de fé que recebem as luzes do Espírito Santo, Domingo após Domingo na celebração da Eucaristia Dominical.

 

Só assim têm sentido as nossas festas.

 

Boas festas!!!   



publicado por magdala às 10:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 9 de Maio de 2008
VINDE ESPIRITO SANTO...



publicado por magdala às 18:41
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
A partir de 20 de Março de 2009
geocontador
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Arquivos

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Favoritos

Magdala

Hiperligações
Mapa
Globo
Países
blogs SAPO
subscrever feeds